Aprendi a amar São Paulo

9.4.18

vista do Instituto Moreira Salles
Nasci em uma cidadezinha do Rio Grande do Sul chamada Cruz Alta. Se você gosta de ler e conhece vários autores brasileiros, já deve ter ouvido falar de Erico Verissimo? Ele escreveu a saga O Tempo e O Vento, bem famosinha. Pois sou conterrânea dele. Porém, minha cidade não é das melhores. Na verdade não é culpa dela, claro. As pessoas que não se importam muito, nem os prefeitos, muito menos o governo. Mas existem milhares de cidadezinhas assim pelo Brasil, infelizmente. Entretanto, eu acho que ela tem seu charme, sua história. Tenho certo orgulho de ter vindo de lá, afinal, o lugar de onde viemos é nosso berço e devemos pensar que, apesar do que for, somos nós mesmos que nos damos oportunidades de crescimento, não a cidade onde nascemos. Porém é bom ter perspectivas diferentes, abrir nossa alma para algo maior. Por isso sempre pensei em sair de lá, quando eu pudesse.

Meu primeiro foco era Blumenau, em Santa Catarina. Eu já havia morado lá de 1996 a 2002. Pensei que como conhecia melhor a cidade, era lá que eu iria fazer faculdade. Porém, até o momento da partida demorou-se uns dois anos. Só então pude partir para lá. Fiquei um tempo; comecei a faculdade, mudei de curso. Foi então que conheci meu marido, em um período de pausa que fiz da faculdade por motivos de saúde. Quando achei que estava pronta para voltar para os estudos, comecei a perceber que não queria mais estar ali. E como uma reviravolta, decidi me mudar para São Paulo, começar uma vida com meu namorado. Foi algo que fiz pensando com certo cuidado, mas ao mesmo tempo me jogando de paraquedas sem saber muito o que esperar. Realmente não sabia que ficaria tão encantada com essa cidade. Que poderia chamar ela de lar. Contudo hoje é bem difícil me ver morando em outro lugar que não aqui — talvez, apenas, em algum lugar fora do país, mas por terras brasileiras para mim é o lugar perfeito.

Tendo morado em Santiago do Chile, e constatado que é uma cidade muito boa para se morar, não trocaria São Paulo por ela nunca mais. São aspectos que não envolvem apenas a cidade em si, mas não vou entrar em detalhes pessoais, pois não é o ponto desse post.

Rua Roberto Simonsen, Sé

Catedral da Sé
Diferentemente de Santiago, que é uma cidade linda e há muito o que se ver, porém os chilenos não têm um costume de andar pela cidade como aqui; um lugar movimentado. As pessoas vivem nessa cidade, elas realmente a habitam. Não tem hora que você não veja alguém andando pelas ruas (evidentemente que madrugada não se incluí nisso, a não ser perto do amanhecer). Eu vejo essa cidade como uma entidade.

São Paulo tem o seu charme urbano. Ao mesmo tempo que é antiga, é moderna. Mistura essas duas características em uma harmonia cultural deveras interessante, nos permitindo desfrutar de sua arquitetura ambígua e completamente charmosa. Não é a toa que muitos vem para cá: morar, visitar, passear. É a capital que esbanja concreto, mas se você procurar, ela tem natureza espalhada por todos os cantos. Assim como o Rio, São Paulo carrega uma certa importância internacional, e por isso faça tanto sucesso com estrangeiros quando eles a conhecem.

É um cidade como outra qualquer, mas o que muda a visão do que ela representa é a experiência que se pode ter ao conviver e apreciar o que ela tem para oferecer.

Casa das Rosas

feirinha no bairro Liberdade
De uma maneira geral, São Paulo é um lugar fascinante para se morar. Evidentemente ela possuí seus defeitos, mas que cidade não os tem? Pode-se ver o lado bom das coisas; escolhi ver o lado bom de morar por aqui. Além de ser uma cidade culturalmente rica; com opções variadas de entretenimento e passeio, com a gastronomia — que já ouvi muitos dizerem agregar qualquer lugar do mundo — sofisticada de grandes metrópoles, ou até melhores; ela possuo esse aspecto de acolhimento. Pois como mencionei, é uma cidade para a qual muitos vêm para residir, não só por necessidade, mas também por escolha, por admiração. 

Não quer dizer que Cruz Alta ou Blumenau, ou até mesmo Santigo, valham menos (obviamente que cada uma possuí seu valor de maneiras distintas), mas encontrei aqui um lugar onde plantei raízes. Elas podem crescer e se transformar em um lindo jardim; pode ser que daqui algum tempo essas raízes mudem de lugar — não irão tão cedo, mas nunca se sabe —, porém carregarei um pequeno brotinho que sempre vai fazer parte da minha vida, pois foi aqui que me encontrei com meu amor. Foi aqui que me baseei e aqui estamos construindo uma família (eu, maridón e Fioninha), entre outros diversos acontecimentos que me marcaram. 

É difícil esquecer os lugares por onde passamos, pois eles fazem parte da nossa história, então magicamente a terra da garoa faz parte da minha, tendo uma importância fundamental no meu crescimento como pessoa. Nunca que eu tiraria ela de minhas lembranças. 

Vila Madalena

todas as fotos foram tiradas por mim pelos anos que estou morando aqui na cidade. a maioria pode ser encontrada nos meus perfis do instagram.
a reprodução dessas fotos está totalmente proibida. lembre-se: plágio é crime!

6 comentários:

  1. eu nasci aqui em sp-sp, mas sempre tive meus embates com essa cidade. gostaria de vê-la positivamente como você, coisa que transparece nas suas lindas fotos. amei a da roberto simonsen, parece outra época, outro mundo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é comum a gente ter um certo ranço da cidade em que se mora e vive por toda a vida né? Porque você conhece ela muito bem e ao mesmo tempo não, eu entendo os seus embates. Tem algumas coisas que me irritam por aqui, mas no geral é uma cidade que eu gosto demais e já se tornou meu lar, hehe.

      Obrigada pelos elogios, eu gosto muito de tirar fotos da cidade ^•^

      Excluir
  2. SP é demais <3 É meu lar também, ão importa onde eu esteja!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem um charme né? Ela é muito legal, sim.

      Excluir
  3. É muito legal a gente ver o lado bom das coisas. Eu sempre vi São Paulo com um lugar cheio de cultura. Tenho uma ti que mora aí e todas as vezes que vou visitá-la vamos aos mesmos lugares, as vezes fico até triste por não conseguir aproveitar melhor.
    As fotos ficaram lindas!
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu concordo com você, Aline. É uma cidade que tem mesmo uma carga cultural muito grande. E sempre tem um lugar legal para se descobrir. Numa próxima tenta ir em lugares que você ainda não foi, vai valer muito a pena. ;)
      Obrigada pelo elogio. Beijins!

      Excluir

Muito obrigada pelo comentário e pela visita! ♥
Responderei assim que puder ;)

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan